Autor
Rodrigo P. Sá Motta
Editora
Zahar
Assunto
Ciências Humanas
Ano
2014
Páginas
445
ISBN-13
9788537811870
Edição

As universidades e o regime militar

cultura política brasileira e modernização autoritária
Que impacto teve o regime militar sobre as universidades? Como atuaram no meio acadêmico aqueles que apoiaram o golpe de 1964? De que maneira os paradoxos da ditadura se manifestaram na definição de sua política universitária? Como operavam as Assessorias de Segurança e Informações no campus? Qual o efeito dos expurgos políticos na vida acadêmica? Vale falar em polarização entre resistência e colaboração no caso de professores e pesquisadores? Munido de vastíssimo material de pesquisa - grande parte inédita e inacessível até pouco tempo atrás -, o historiador Rodrigo Patto Sá Motta enfrenta essas importantes questões, nem sempre confirmando aquilo que vigora no senso comum a respeito dos governos militares. Nas universidades, paradoxos e ambiguidades do regime militar se manifestaram plenamente, revelando a complexidade da experiência autoritária
Tabela de conteúdo
pág. capítulo
1 Sumário
7 Introdução
23 1. Operação Limpeza
37 As intervenções nas reitorias
48 Procedimentos inquisitoriais e expurgo
61 A "normalização" e o desafio estudantil
65 2. A face modernizadora
66 Modernizar, mas como?
73 O papel do MEC e a influência estrangeira
78 Primeiras medidas rumo à reforma
87 O Projeto Rondon
95 Às vésperas do terremoto, violência e reformas em ritmo acelerado
110 3. A Usaid e a influência norte-americana
115 A Aliança para o Progresso
118 Os acordos MEC-Usaid
126 Bandeiras em chamas e o destino dos acordos
133 A lenta saída
138 Balanço da "americanização"
148 4. O novo ciclo repressivo
153 Uma mordaça para os estudantes: o Decreto 477
164 Os professores na mira: o AI-5 e o AC-75
175 A (ir)rationale dos expurgos
184 Educação moral e cívica para a juventude
193 5. Os espiões dos campi
194 A comunidade de informações: SNI, DSI e ASI
205 Contrapropaganda, anticomunismo e combate à corrupção
217 Censura e controle da vida universitária
224 A triagem ideológica
236 As ASIs na mira: ineficiência e corrupção
242 6. Os resultados das reformas
247 Aumento de vagas e mudanças no vestibular
255 Expansão da pós-graduação e da infraestrutura de pesquisa
263 Reitores empreendedores, campi em obras
272 O destino das ciências sociais
283 Problemas e limites da reforma
288 7. Adesão, resistência e acomodação: o influxo da cultura política
288 Impulsos contraditórios, resultados paradoxais
300 Adesão, resistência e acomodação
310 Jogos de acomodação
325 8. Epílogo: o desmonte do aparato autoritário nas universidades
325 A distensão e a resposta da comunidade universitária
333 O fechamento das ASIs, caminho sinuoso
339 A anistia e o retorno dos expurgados
345 Ciclos grevistas e eleições para reitor
351 Conclusão
357 Abreviaturas e siglas
363 Notas
411 Referências bibliográficas
429 Agradecimentos

GUEST IP: 3.236.15.142 Suporte FAQ
© 2016 Dot.Lib | Todos os direitos reservados | Todos los derechos reservados | All rights reserved dot.lib