Autor
Zygmunt Bauman ; Joana Angélica D'Avila Melo ; Gustavo Dessal ; Felipe Castelo Branco
Editora
Zahar
Assunto
Ciências Humanas
Ano
2017
Páginas
130
ISBN-13
9788537816639
E-ISBN
9788537816684
Edição

O retorno do pêndulo

sobre a psicanálise e o futuro do mundo líquido
Um rico diálogo que nos convida a pensar profundamente a sociedade na qual vivemos Este ensaio é fruto de intensa correspondência entre Zygmunt Bauman, um dos mais importantes pensadores contemporâneos, e Gustavo Dessal, psicanalista argentino. O retorno do pêndulo se apresenta como um diálogo interdisciplinar, no encontro entre a sociologia e a psicanálise, tomando como pontos de partida o conceito de liquidez e o pensamento de Sigmund Freud. Para Bauman, o movimento pendular que oscila entre o desejo de se conquistar mais liberdade e o anseio por dispor de segurança inverteu seu rumo desde a publicação da obra de Freud O mal-estar na civilização, em 1929: um deslocamento seminal a que ele chamou de "fase líquida da modernidade". Hoje, no entanto, podemos estar vivendo uma nova inversão - e o que essa guinada irá nos trazer no futuro? O livro inclui 4 artigos de Bauman intercalados a comentários de Dessal. Nessa conversa incomum que ultrapassa as semelhanças entre os dois ramos do saber, eles refletem sobre questões-chave do mundo contemporâneo. Segurança versus ausência de liberdade; a aflição do homem no mundo líquido e sua busca por uma identidade; a fragilidade das relações humanas; a marginalização dos imigrantes; entre outros temas tão caros ao sociólogo polonês.
Tabela de conteúdo
pág. capítulo
1 Sumário
7 Prefácio
15 1. Liberdade e segurança: um caso de Hassliebe*
20 2. Comentário sobre “Liberdade e segurança: um caso de Hassliebe”
25 3. A civilização freudiana revisitada, ou O que se supõe ter acontecido com o princípio de realidade?*
46 4. Comentário sobre “A civilização freudiana revisitada, ou O que se supõe ter acontecido com o princípio de realidade?”
58 5. O painel de Freud (resposta ao painel)*
70 6. Comentário sobre “O painel de Freud”
79 7. Procurando na Atenas moderna uma resposta à antiga pergunta de Jerusalém*
108 8. Comentário sobre “Procurando na Atenas moderna uma resposta à antiga pergunta de Jerusalém”
113 Correspondência
129 Notas

GUEST IP: 54.226.209.201 Suporte FAQ
© 2016 Dot.Lib | Todos os direitos reservados | Todos los derechos reservados | All rights reserved dot.lib