Autor
Lia Hasenclever
Editora
E-papers
Assunto
Ciências Sociais Aplicadas
Ano
2016
Páginas
369
ISBN-13
9788576505273
E-ISBN
9788576505365
Edição

Desafios de operação e desenvolvimento do complexo industrial da saúde

Os contornos institucionais e as estratégias de política industrial e tecnológica do Complexo Industrial da Saúde implantadas no Brasil entre 2003-2013
Tabela de conteúdo
pág. capítulo
1 Sumário
7 Apresentação
1. Indicadores secundários do Complexo Industrial da Saúde
13 Introdução
14 1. Indicadores de tendências demográficas, condições de vida e oferta de saúde pública
27 2. A saúde como um agregado macroeconômico
36 3. caracterização das empresas do cis
44 Conclusões
45 Referências
2. Conexões entre as políticas de desenvolvimento industrial no setor farmacêutico e a política de saúde no Brasil: um percurso da década de 1930 a 2000
47 introdução
48 1. Produção local de medicamentos, assistência farmacêutica e propriedade intelectual nas décadas de 1930 a 1960
58 2. Políticas de saúde e as interfaces com as iniciativas governamentais de desenvolvimento industrial: de 1970 a 1990
72 3. Década de 1980: reforma sanitária e desenvolvimento industrial no contexto da redemocratização e de pressões comerciais internacionais
78 4. Década de 1990: construção do sus e produção local no contexto da abertura comercial e mudança do sistema internacional de propriedade intelectual
90 Considerações finais
93 Referências
3. Uma análise das políticas industriais e tecnológicas entre 2003-2014 e suas implicações para o Complexo Industrial da Saúde
99 Introdução
101 1. Teoria e experiências para uma política industrial e tecnológica exitosa
107 2. Política industrial, tecnológica e de comércio exterior brasileira, 2003-2014
111 3. Implicações para o setor saúde e discussão
122 Considerações finais
124 Referências
4. Compras públicas de medicamentos no Brasil: uma análise a partir do marco regulatório
127 Introdução
135 1. Percurso metodológico
137 2. Marco regulatório de compras no brasil
150 3. Reflexões sobre a normatização das compras públicas de medicamentos no brasil
156 Considerações
158 Referências
165 Anexo
5. Mudanças no marco regulatório brasileiro de pesquisa e produção de medicamentos entre 2003 e 2014: avanços e desafios
167 Introdução
170 1. Metodologia
171 2. Pesquisa clínica
178 3. Certificado de boas práticas de fabricação (cbpf)
181 4. Registro de comercialização
192 5. Parceria para o desenvolvimento produtivo (pdps)
198 Conclusão: desafios
201 Referências
6. Direitos de Propriedade Industrial e as interfaces com políticas de acesso e produção local de medicamentos no Brasil (período 2003 a 2013)
205 Introdução
210 1. proteção patentária no setor farmacêutico
217 2. Regulação da propriedade intelectual no setor farmacêutico e dos preços de medicamentos em situação de monopólio no sus
239 3. Iniciativas recentes de produção local e a questão da barreira patentária
239 4. Desafios e recomendações
241 Referências
7. Alteração do padrão de esforços de inovação das grandes empresas farmacêuticas no Brasil, 2008-2011
247 Introdução
250 1. Metodologia e dados
252 2. Resultados
269 3. discussão dos resultados
273 Conclusão
275 Referências
8. Estratégias de aprendizado tecnológico na indústria farmacêutica brasileira
279 Introdução
280 1. Os incentivos econômicos das pdps
282 2. Fundamentação teórica e analítica
289 3. Métodos da pesquisa
291 4. perfil das empresas entrevistadas
296 5. Estratégias de aprendizado e percepção do ambiente
308 6. Discussão dos resultados
311 Considerações finais
312 Referências
9. Biossimilares no Brasil: desafios da Política de Desenvolvimento Produtivo
315 Introdução
318 1. Desenvolvimento econômico, sistemas de inovação e pesquisa e desenvolvimento (p&d)
323 2. Biotecnologia, biossimilares e parcerias para o desenvolvimento produtivo
326 3. Metodologia
327 4. política industrial da saúde no brasil
329 5. Sistema brasileiro de produção e inovação
332 6. Dicotomia pequenas versus grandes empresas
335 7. Cultura de cópia das empresas de genéricos
336 8. A reação das multinacionais diante dos biossimilares
339 Conclusão
341 Referências
10. Fatores de difusão de equipamentos biomédicos de alta complexidade: a hemodinâmica cardiovascular
345 Introdução
347 1. Marcos teóricos e metodologia
349 2. Resultados
350 3. Fatores relevantes na difusão de equipamentos
352 4. Impactos de diferentes estruturas de mercado
355 Discussão e conclusões
360 Referências
363 Sobre os autores

GUEST IP: 18.207.240.35 Suporte FAQ
© 2016 Dot.Lib | Todos os direitos reservados | Todos los derechos reservados | All rights reserved dot.lib