Autor
Zilda Machado Meneghelo ; Cecilia Maria Quaglio Barroso
Editora
Atheneu
Assunto
Ciências da Saúde
Ano
2018
Páginas
44
ISBN-13
9788538808541
Edição

Guia prático de anticoagulação oral

A incidência de doenças tromboembólicas que cursam com a necessidade do uso de anticoagulantes orais está aumentando de maneira significativa em todo o mundo. Isso é percebido claramente no consultório médico e/ou no ambiente hospitalar, onde se observa um aumento exponencial do número de pacientes que apresentam diversas doenças tromboembólicas, como acidente vascular cerebral, fibrilação atrial e tromboembolismo venoso. Atualmente, há dois tipos de anticoagulantes orais: antagonistas da vitamina K, cujo principal representante é a varfarina, e os novos anticoagulantes ou, mais precisamente, os anticoagulantes orais de ação direta (DOAC). Os primeiros representam um desafio devido a diversos fatores: necessidade de monitorização, interações medicamentosas, manejo perioperatório, dentre outros. Por outro lado, a prescrição dos DOAC vem aumentando progressivamente por ser uma ferramenta de uso mais simples na prática clínica. É cada vez mais frequente a necessidade do manejo dos anticoagulantes orais, seja ele a varfarina ou os DOAC, em diversas situações bastante comuns do dia a dia, tais como síndrome coronária aguda, acidente vascular encefálico, cardioversão em pacientes com fibrilação atrial, necessidade de cirurgia eletiva e pacientes portadores de próteses valvares. Este guia apresenta, de maneira simples e objetiva, o manejo dos anticoagulantes orais, varfarina e DOAC, nas principais situações clínicas que se encontram com frequência no consultório e/ou no hospital. Suas informações estão respaldadas nas melhores e mais atuais evidências médicas encontradas na literatura e nas diretrizes racionais e internacionais.
Tabela de conteúdo
pág. capítulo
0 Sumário
11 Introdução
11 I – TIPOS DE ANTICOAGULANTES ORAIS
11 II – INDICAÇÕES DO ANTICOAGULANTE ORAL
11 II a – Fibrilação Atrial (FA)
13 II b – Tromboembolismo venoso
15 II c – Valvopatias
16 II d – Pós-IAM
17 II e – Hipertensão pulmonar
17 II f – Miocardiopatia
17 II g – Trombo em átrio esquerdo
III – MANEJO DA ANTICOAGULAÇÃO ORAL
III a – Início e controle
17 IIIa – 1 – Varfarina
18 III a – 2 – Anticoagulantes orais de ação direta
III b – Interações medicamentosas
19 III b – 1 – Varfarina
21 III b – 2 – Anticoagulantes orais de ação direta
III – c – Manejo de sangramento
23 III – c – 1 – Varfarina
23 III – c – 2 – Anticoagulantes orais de ação direta
24 III – d – Manejo perioperatório
26 III – d – 1 – Varfarina
27 III – d – 2 Anticoagulantes orais de ação direta
28 III – e – Síndrome coronariana aguda (SCA) em pacientes em uso de anticoagulantes orais
29 III – e – 1 – Varfarina
29 III – e – 2 – Anticoagulantes orais de ação direta
III – f – Manejo do acidente vascular encefálico em pacientes em uso de anticoagulantes orais
III – f – 1 – Varfarina
30 a – Acidente vascular encefálico isquêmico tromboembólico
31 b – Acidente vascular encefálico hemorrágico
III – f – 1 – DOAC
31 a – Acidente vascular encefálico isquêmico tromboembólico
34 b – AVE hemorrágico
III – h – Cardioversão (CV) elétrica
35 III – h – 1: Varfarina
36 III – h – 2 – Anticoagulantes orais de ação direta
36 III – i – Troca entre os anticoagulantes orais
37 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
41 ÍNDICE REMISSIVO

GUEST IP: 52.91.185.49 Suporte FAQ
© 2016 Dot.Lib | Todos os direitos reservados | Todos los derechos reservados | All rights reserved dot.lib